Você está em:

Unidade Pampulha no combate à hipertensão arterial

O Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial , 26 de abril, foi marcado pelo aprendizado de como promover a saúde e prevenir contra as doenças, no Colégio Santa Maria Unidade Pampulha. A estagiária de Nutrição do Colégio Santa Maria, Esther Veríssimo, apresentou aos alunos peças informativas importantes para o combate à hipertensão arterial e outras doenças.

Segundo Esther Veríssimo, a pressão alta ou hipertensão arterial é uma doença crônica caracterizada pela elevação dos níveis dos valores considerados normais, por um período prolongado, da pressão sanguínea. Essa elevação anormal pode causar lesões em diferentes órgãos do corpo humano. Isso acontece, continuou a estagiária, devido à formação de placas, compostas especialmente por lipídios, nas paredes dos vasos sanguíneos.

Essas placas, os ateromas, continuou, impedem que o sangue transite com fluxo normal pelos vasos sanguíneos, aumentando assim, a pressão sanguínea. Quando os ateromas obstruem a passagem do sangue, principalmente quando afeta as artérias do coração, cérebro e outros órgãos pouco resistentes à falta de oxigênio, pode ser fatal.

Quem tem maior risco de ter hipertensão arterial, explicou Esther Veríssimo, é aquele indivíduo que possui histórico familiar da doença, consome bebidas alcoólicas em excesso, que está com excesso de peso e não pratica exercícios físicos, além daquele que tem uma má alimentação. A estagiária mostrou aos alunos a quantidade de açúcar, sal e gordura em alguns alimentos industrializados. A quantidade de sal presente em um pacotinho de tempero de macarrão instantâneo, por exemplo, é a mesma recomendada pelos médicos para a ingestão diária.​

 

IMG_0656.JPGIMG_0683.JPGIMG_0703.JPGIMG_0695.JPG