Você está em:

Mechas de amor e solidariedade

​As alunas Ana Clara Costa e Gabriela Vieira, do 1.º Ano/EM, da Unidade Contagem, estão ajudando as pessoas que sofrem com as reações provocadas pelo tratamento contra o câncer, doando mechas de cabelo a instituições beneficentes que confeccionam perucas, como o Cabelegria (organização não governamental de São Paulo).  O projeto criado por elas, Doe Cabelo, teve início em abril de 2014, quando Ana Clara decidiu cortar seu cabelo e doá-lo. A inciativa teve o apoio de suas amigas, que decidiram fazer o mesmo.

O número de colaboradores aumentou, a partir do momento em que as garotas começaram a divulgar a boa ação, tanto que as amigas criaram a página Doe Cabelo em uma rede social (Facebook), onde incentivam a doação e ainda encontram maneiras mais fáceis de recolher mechas de cabelo de doadores de todo o Brasil.  Ana Clara e Gabriela também divulgaram o projeto na Unidade Contagem, onde contaram com o apoio de muitos colegas.

Entre eles está a aluna Larissa Brito Maia, do 2.º Ano/EF, turma SR, que cortou parte de seu cabelo e no dia 8 de junho entregou as mechas à coordenação, que as repassou para as amigas Ana Clara e Gabriela. Larissa entregou também mechas de cabelo de uma amiga e de uma tia. Ela seguiu o exemplo de sua colega de sala, Laura Duarte Azevedo, que também contribuiu com o projeto.

Sucesso

O sucesso da campanha surpreendeu as alunas, que não imaginavam tamanha proporção. "No início não imaginei que fôssemos conseguir tantas doações, mas através da página no Facebook, recebemos contribuições vindas de vários lugares do país. Aqui no colégio recebemos mais de 200 mechas e uma peruca", disse Ana Clara.

A página no Facebook, já possui mais de 1,5 mil seguidores e é um espaço para os doadores estimularem outras pessoas a participar do projeto, além de publicarem fotos com o antes e depois do corte. "Recebemos ajuda de muitos cabeleireiros. Nós não pedíamos somente doação de cabelo, mas qualquer tipo de ajuda", destacou Gabriela.

Através do trabalho, as alunas ganharam reconhecimento, recebendo mensagens de todo o país. Ana Clara contou que certa vez recebeu uma carta de São Paulo, juntamente com uma doação. "Na carta, a criança dizia que a mãe dela se curou do câncer e agora ela que estava doando mechas do cabelo, porque elas sabiam que as perucas são muito caras. Ela nos agradeceu e falou que nosso trabalho é muito bonito", disse.

 

11311028_777229869059592_1015213453_n.jpg11328991_778052558977323_1640800688_n.jpgDSC_0160 (3).JPG