Você está em:

Colégio Santa Maria participa da Campanha Outubro Rosa 2014

O Colégio Santa Maria, primeira instituição de ensino de Belo Horizonte, que desde 1903, forma cidadãos conforme os valores que são inseparáveis da fé em Jesus Cristo – a verdade, a justiça e o amor – por meio dos princípios da solidariedade, da autonomia, da responsabilidade, da sustentabilidade, da ética e do respeito ao bem comum, participa da Campanha Outubro Rosa. Lançada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG), neste ano ações realizadas em diversos pontos do estado irá buscar sensibilizar o público para a importância da prevenção.

O Colégio Santa Maria promoverá o Outubro Rosa em todas as suas Unidades, com o apoio da SES/MG. Os professores e funcionários serão convidados a utilizar o laço rosa da campanha, para mostrar aos seus mais de 12 mil alunos a importância da conscientização da prevenção ao câncer de mama.

Cartazes e cartilhas produzidos pelas SES/MG, além de material elaborado pela Secretaria de Comunicação do Colégio Santa Maria serão distribuídos nas Unidades. O objetivo é fazer com que os alunos comentem com seus pais, familiares e amigos sobre a importância da campanha, orientando suas famílias sobre o câncer de mama, suas causas, sintomas e prevenção.

Medidas de prevenção

Entre todos os tipos de câncer, o de mama é o mais comum e representa a maior causa de morte entre o público feminino e muitas vezes, a principal razão é o diagnóstico tardio. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca) são esperados, para este ano, mais de 57 mil casos da doença no Brasil e 5.210 novos casos em Minas.

Para minimizar o agravamento da doença e possibilitar maior chance de cura, o Estado investe na ampliação do rastreamento e oferece a mamografia para as mulheres na faixa etária de 40 a 69 anos, o que permite que mais de 750 mil mulheres sejam beneficiadas por ano. Esta medida aumentou o número de mamografias realizadas, melhorou de acesso ao tratamento, que deve ser realizado em 30 dias no máximo, a contar da data do diagnóstico da doença, e elevou as chances de cura da doença, que podem chegar a 95% dos casos.

Em 2013, foram realizadas mais 650 mil mamografias em Minas, sendo que, deste total, quase 35% foram em mulheres com idade entre 40 e 49 anos. Com a ampliação da faixa etária, cerca de três milhões e 381 mil mulheres já foram atendidas no estado.

Fonte e mais informações:

http://www.saude.mg.gov.br/outubrorosa