Você está em:

Arte pela Paz faz apresentação exclusiva no Colégio Santa Maria

​Com o objetivo de promover a paz no ambiente escolar e de motivar os alunos a cultivá-la em todos os ambientes de convivência, as nove Unidades do Colégio Santa Maria irão realizar, entre os dias 18 e 22 de agosto, o projeto Paz na Escola. Trata-se de uma iniciativa da Diretoria Geral Religiosa do Colégio Santa Maria, voltada para os alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio.

Dentre as atividades que serão desenvolvidas ao longo da semana, estão apresentações do grupo de dança da Associação Arte pela Paz, organização sem fins lucrativos, que tem como principal finalidade promover a paz social por meio da arte, bem como a cultura, o esporte e a assistência social. As apresentações serão realizadas nos dias 18, 19 e 20 de agosto, em todas as Unidades do Colégio Santa Maria.

Segundo o diretor da Associação, Anderson Martins, participar da Semana da Paz é importante e muito gratificante, tendo em vista que se trata de um evento promovido por um estabelecimento de ensino, onde estão crianças e jovens. O grupo elaborou uma coreografia exclusiva para as apresentações no Colégio Santa Maria, reforçando a importância do trabalho pedagógico religioso na Semana da Paz.

“Faz se necessário uma mobilização no sentido de implantar uma cultura de paz no coração das pessoas. Participar da Semana da Paz, promovido pelo Colégio Santa Maria, é de suma importância para que possamos trilhar o caminho do diálogo, do amor, da solidariedade, da esperança e da fé”.

Para ele, cada ser humano é único, “dotado de valores e talentos que às vezes precisam apenas de um leve polimento para brilhar, outros estão atolados em terras secas, e para fazê-los brilhar é necessário abrir estradas, desbravar tensões e estabelecer caminhos”.  Esse é o principal motivo da existência da Associação Arte Pela Paz.

Disse acreditar que a arte, a cultura, a educação e o esporte são importantes ferramentas, contribuindo com uma visão inclusiva das pessoas na sociedade. “É preciso permitir que as pessoas sejam protagonistas de uma cultura de paz no meio em que vivem”, acrescentou Anderson Martins.

agnes 2.jpgbagagem divulgação 1.jpg