Você está em:

Aluno é destaque ao criar artes para o aplicativo Snapchat

Paulo Henrique Puiati, do 3.º Ano/EM, turma JS, da Unidade Nova Suíça, já produziu filtros sobre 15 localidades brasileiras, para o aplicativo Snapchat.  Fenômeno nos últimos anos, o aplicativo de imagens instantâneas é uma das redes sociais mais utilizadas no mundo. Usuário assíduo da rede, Paulo Henrique Puiati, se destaca ao criar peças artísticas para o aplicativo de forma voluntária.

Quando uma pessoa publica um vídeo ou uma fotografia no Snapchat, o aplicativo reconhece a localidade e, dependendo do lugar, disponibiliza os chamados filtros geográficos. Essas artes indicam bairros, cidades, países e pontos turísticos e são sucesso entre os usuários. "Os desenvolvedores do Snapchat disponibilizam um formulário online para que designers do mundo inteiro contribuam com filtros customizados", explica.

Paulo Henrique admite que o processo não é fácil. Além de passar algumas horas na frente do computador produzindo as peças artísticas em programas de edição, ele ainda precisa enviar um texto em inglês, justificando o filtro. "A maioria das artes não são aceitas pelo Snapchat", conta.

No mês de junho, a 15ª arte de Paulo Henrique foi oficialmente aprovada pela rede social. Entre as produções estão filtros dos bairros Nova Suíça, Savassi e Buritis, da Praça do Papa, da Lagoa da Pampulha e até mesmo de outras cidades como Porto Seguro, Barbacena e Bonfim.

Paulo Henrique acredita que essas contribuições são muito importantes para o seu futuro profissional. Ele quer cursar Publicidade e Propaganda após formar-se ao final do ano. "Os filtros têm um peso considerável no meu portfólio e espero que eles continuem me ajudando no futuro. Mas a melhor parte disso tudo é ver que as pessoas gostaram do meu trabalho e se identificaram com ele".